beleza · dicas · pele · pele oleosa

Skincare masculina: muito além de vaidade, uma necessidade

Skincare não é uma necessidade somente da pele feminina e os homens estão cada dia mais conscientes disso. 

Aquele tempo em que os homens não cuidavam da pele está ficando para trás: hoje a skincare masculina está sendo difundida e virando uma verdadeira moda entre os rapazes, que tem olhado de forma mais positiva para o assunto. Se antes um homem cuidar da pele chegava a ser um tabu, hoje, é uma verdadeira necessidade, pois eles já conseguiram entender que os cuidados com a pele vão além da vaidade e são também questões de higiene, saúde e bem-estar.

O homem precisa cuidar da pele tanto quanto a mulher
O homem precisa cuidar da pele tanto quanto a mulher

As peles dos homens e das mulheres possuem algumas diferenças, mas existem conceitos básicos de cuidados que funcionam para ambas: o primeiro passo é sempre identificar qual o tipo de pele: seca, normal, mista ou oleosa e a partir daí escolher produtos adequados de limpeza, hidratação e proteção (antioxidante e solar). Estas etapas são fundamentais para qualquer pele, seja de homens, mulheres, crianças, adultos ou idosos.

Devemos lembrar que mesmo quem possui a pele oleosa deve hidratá-la, pois hidratação e oleosidade são coisas diferentes (embora geralmente quem tem a pele oleosa consiga segurar melhor a hidratação). Inclusive é possível ficar com a pele oleosa e desidratada ao mesmo tempo (que é um dos piores resultados em uso errado de cosméticos).

Cuidados com a pele do rosto

A disciplina é um conceito muito  importante que vale para o cuidado da pele (tanto masculina quanto feminina): não adianta aplicar os produtos  só de vez em quando, “quando lembra”. Cuidado com a pele tem que fazer parte da rotina (como tomar banho e escovar os dentes).

O uso dos produtos na ordem correta também é fundamental para manter a pele bonita e saudável: deve-se primeiro higienizar (com sabonete ou gel de limpeza adequado para o tipo de pele – seca, normal, mista ou oleosa).

Depois passamos para hidratação e antioxidantes (como vitamina C e Resveratrol): a ordem vai depender da consistência do produto, mas hoje em dia já temos muitos que já estão combinados em um produto só. O mais fluido (mais leve) virá antes e depois o que for mais denso e/ou tiver agentes oclusivos (geralmente os hidratantes possuem oclusivos para prender a hidratação na pele – neste caso, virá depois do antioxidante). Mas existem também hidratantes sem oclusivos e antioxidantes combinados com outros ativos (inclusive, oclusivos). Por isso é sempre importante lermos as instruções e propostas dos produtos que usamos.

O terceiro passo é o uso do protetor solar (inclusive em ambientes fechados se você fica no computador e/ou celular). O protetor solar também deve ser escolhido com cuidado, pois deve ser adequado ao tipo de pele e confesso que acho uma das missões mais difíceis encontrar um protetor que realmente entregue o que propõe neste quesito.

Com esses passos a pele já está preparada para enfrentar o dia: lembrando que o protetor deve ser reaplicado com frequência para que mantenha a sua eficácia. Para a noite, existem diferentes tratamentos para a pele de acordo com a idade e necessidade de cada um.

Para os mais jovens, não há necessidade de nenhum tratamento extra se já seguem os passos anteriores de forma correta. Para os que já chegaram aos 30 ou mais, existem opções interessantes de prevenção de rugas com ácidos e produtos mais potentes (que devem ser indicados por dermatologistas), além de tratamentos estéticos como botox, preenchimento (entre outros) que devem ser avaliados por profissionais (sempre procure um(a) dermatologista para isso).

Caso a pele possua algum problema, como excesso de espinhas, dermatite, rosácea, ou é extremamente seca, é necessário a ajuda também de um profissional para os tratamentos que poderão ser feitos para amenizar os problemas.

Cuidados com a pele do corpo

Passando para os cuidados com a pele do corpo: devemos também hidratar e proteger. Neste momento, os produtos já não serão os mesmos usados no rosto, pois mesmo quem tem a pele oleosa, precisará de mais hidratação no corpo (menos peito e costas que possuem muitas glândulas sebáceas).

Para hidratar o corpo pode-se escolher entre óleos e hidratantes: óleos de banho, ou aplicados depois (melhor momento é logo após o banho, pois a pele absorverá melhor) ou o hidratante convencional. As peles mais secas precisarão de produtos mais potentes e mais gordurosos para segurar a hidratação. Para as outras peles, hidratantes não tão densos já são suficientes.

A pele do corpo também deve ser hidratada e protegida
A pele do corpo também deve ser hidratada e protegida

Por último vem o protetor solar (que também geralmente não será o mesmo do rosto, embora algumas marcas possuam esta proposta). Ele deve ser aplicado em toda a área corporal que ficará exposta (ou seja, sem roupa por cima). Caso haja exposição solar intensa, deve ser reaplicado de acordo com as instruções do fabricante.

Cuidados com cabelo e couro cabeludo

Outro ponto importante é manter o cabelo limpo, sempre lavá-lo quando necessário: ou seja, quando estiver sujo, oleoso. Existia um mito de que não se pode lavar o cabelo todos os dias; mas a verdade é que a frequência de lavagem depende do tipo de pele/raiz de cada um: quem tem a pele/raiz muito oleosa fica com o couro cabeludo cheio de sebo rapidamente e é necessário que o cabelo e couro cabeludo sejam lavados com mais frequência.

Deixar a raiz cheia de sebo, não só é algo que deixa um aspecto feio (de sujo mesmo) como também pode causar queda de cabelo; isto porque existe um hormônio chamado Dihidrotestosterona (DHT) que fica ali grudado no sebo (ele é resultado de uma transformação química que ocorre no couro cabeludo). Apesar de estar presente em homens e mulheres, sua concentração é maior em homens e por isso a chance da calvície masculina por falta de lavagem é maior.

Caso a raiz não seja oleosa, ou seja até mesmo seca, já torna-se mais importante aumentar o intervalo entre as lavagens. A regra é: está sujo, lave! Não está, não lave!

Vale lembrar que a barba também deve ser lavada com regularidade e ser cuidada como o próprio cabelo. Caso sinta necessidade, pode condicioná-la para que fique mais macia e com um aspecto mais bonito (sempre com cuidado para que o condicionador não encoste na pele do rosto).